sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

O ano de 2008!

Bom dia Pessoal! Hoje vou fazer um resumo sobre o ano de 2008, e nem começei e aposto que vai ser longo esse post. Esse ano de 2008 eu diria que foi um ano difícil, mas que não foi só coisas ruins, muito pelo contrário, aconteceram várias coisas boas também. Vou começar falando um pouco do final do ano de 2007 para entrar no de 2008 falando melhor. Em 2007, começei a correr, fiz algumas provas, no final do 2007 eu estava em um ritmo legal. Fiz meu melhor tempo nos 10km, na Nike 10K, cravando o tempo de 46'44".

Depois da Nike 10K fiz a Volta da Pampulha, que tem um percurso de 17,8km e tinha em mente fazer 5'/km, ou seja, 01:29:00 de prova. Porém, sem o treino adequado, calor excessivo, literalmente eu viajei. Acabei por fazer um ritmo um pouco acima, 5'37"/km, resultando em 01:40:07 de prova.

Senti que esta prova me deu uma força, uma resistência maior e consequentemente, correr provas de 5km eram um tirinho. Sendo assim, surgiu uma prova na quarta feira depois da Pampulha, na pista do estádio Ícaro de Castro, onde tinhamos a modalidade 3.000m e 5.000. Neste dia, foi aniversário do amigo Bruninho Bianchin, o foguinho! Nesta prova, o fiscal contou uma volta a menos, e fechei os 4.600m em 19'05", dando um pace de 4'09"/km, projetando um 5.000m em 20'45". Fiquei feliz pelo rendimento, mesmo após 2 dias de descanso da pampulha.

Depois fiz a prova de Natal com o pessoal da PlayTeam, uma brincadeira a parte a prova, onde saimos todos juntos, e faltando dois quilometros, eu e o Dylon, tiramos um racha, e chegamos juntos.
No dia seguinte da prova de natal fiz a prova Adidas. Fazendo um tempo de 48'54", num ritmo muito confortável.
Até então, tinha apenas 3 provas pela PlayTeam e estava em 4º no ranking, precisava fazer urgente alguma prova para conseguir obter pontos para a 3ª colocação, e o 3º até então já tinha 5 provas. Precisava pontuar alto e minha proxima prova era a São Silvestre, onde tirei minhas espectativas, mas na corrida de Natal, me disseram que teria uma prova de 4km em Osasco, me inscrevi no outro dia. Como eram só 4km, e estava me sentindo muito leve, fui nessa prova e fechei os 4km em 16'30", num pace de 4'07"/km, obtendo 300 e poucos pontos para o ranking e assumindo a 3ª colocação, indo pra São Silvestre sem compromisso!

Como não costumava a fazer treinos longos e específicos, e não tinha a ideia de como realmente é a São Silvestre, fui com a mesma ideia dos 5'/km, e acabei quebrando, minha unica prova que quebrei, foi na Av. Rudge, onde acho o trecho mais difícil da prova, parei em um posto de hidratação, fiquei por uns 8 minutos jogando agua no corpo, pegando aquela agua morna, furando o copinho e jogando gelo para dar uma refrescada, fiz isso e sai trotando de leve, e mais a frente andei, até que o Dylon me viu e também parou, pois não aguentava mais também, fomos andando até o inicio da Brigadeiro e paramos no posto de agua e nos hidratamos bem para subir a parte final correndo. Como fiquei parado, andei, parei denovo, minha previsão de 5'/km já perdida no inicio de prova, que subiu para 5'20"/km foi para 6'42"/km, o tempo que era previsto para 01:15:00 foi para 01:40:50, parecido com o da Pampulha, que tem 2,8km a mais. Terminei com dores nas pernas e fui festejar a virada do ano, e agora sim, entro no ano de 2008.

Um detalhe que não mencionei antes, é que estava com canelite desde a Nike 10K, e não cheguei a treinar para a São Silvestre pois fui fazer um treino com o Ricardo, Marcão e o Lemes no ibirapuera, 3 dias antes da São Silvestre e senti muito a canela, quase não consegui fazer 5km, fui e fiquei o dia inteiro sem andar direito, de tanta dor, e incrivelmente, por mudar o tenis de treino pro de prova, não senti nada e fiz a prova sem dor na canela. Fui viajar para Tupã, na casa de um amigo meu, tentei treinar uma vez lá, impossivel, a dor era tremenda, abortei o treino após percorrer 3km, e ter parado 3 vezes.
Resolvi parar por um tempo, voltei para São Paulo, e fui correr no outro dia na academia, fiz um treino forte (Loucura, eu sei!), 4km num ritmo de 4'30"/km, sem estar treinando por um bom tempo, com canelite.

Fiquei sem treinar um pouco denovo, e fui fazer a prova Oral-B, com 7km, que era no dia 27/01, e dia 26/01 foi aniversário da minha irmã, teve festa, bebi um pouco, comi besteira, e fui no boliche de madrugada, cheguei 5h da manha em casa, no dia 27, tomei banho e fui pra prova. Chegando lá, ganhei a inscrição faltando 5min pra largada, fui trotando pra largada, coisa de 300m daonde estava, me posicionei e larguei sem aquecimento, sem nada, fechei a prova em 32'12", num pace de 4'36"/km, achei ótimo, sem treinar, com a canela doendo, cheio de dores.

Fiz a prova mas fiquei por 4 dias sem por direito o pé no chão, fui ao médico, um falou que era dor muscular, mas eu sabia que não era, era no osso mesmo, e falou que poderia voltar a treinar, eu não voltei a treinar e não tomei o relaxante muscular que ele falou, fui em outra médica, ela falou que eu não poderia treinar por 3 semanas e tomaria um remédio, deu uma semana a dor era 0, e o repouso continuou e voltei numa boa, porem, tentei voltar antes de passar com ela, e isso levou 4 meses do ano.

Já estava em abril, voltei a treinar e uma semana depois tinha uma prova 3º Desafio Sindeprees, um desastre de organização, percurso pesadissimo, ladeiras e mais ladeiras, e fiz os 10km em 52'34", não tinha pretenção de tempo, na verdade, queria fazer em 55' por estar voltando, e o percurso não era dos mais fáceis.
Treinei durante a semana e tinha a Graacc para fazer, fui jogar bola um dia antes com o pessoal da PlayTeam e senti muito uma dor muscular perto do abdomen, não conseguia nem andar direito, tomei um analgesico, e acordei 100% no outro dia. Pretendia fazer a prova em 48'. Larguei e estava dentro do esperado, mas no km7, senti um fisgada muito forte no joelho direito, e começou a doer demais, cheguei a diminuir o ritmo por uns 150 metros para 7'40"/km de tanta dor, começei a correr de forma errada, para compensar a dor, sem dobrar muito o joelho, e fiz a prova em 50'26", ou seja, dentro do ritmo de 48' de prova, parei, fiz um gelo de 3 minutos, e fui para a tenda, cheguei, me troquei, ai fiquei na premiação, que a Walkiria tinha ganho a prova no geral, ao ir embora, vi o quanto estava doendo, fui mancando para casa, e fiquei a semana inteira sem andar.

O teimoso aqui, tomou remedio a semana toda e a dor não passou, e como tinha a Tribuna FM em Santos, a prova mais esperada até então, fui embora pra Santos, morrendo de dor no joelho. No caminho, com o joelho parado, latejava de dor. Nem consegui aquecer de tanta dor. Deu a Largada e fui, deu 250m marcados no relógio falei pro Douglas ir na frente, que não aguentaria, deu uma parada, alonguei e fui correndo todo torto para compensar a dor. Estava fazendo ritmos acima de 6'20"/km, mas chegou num certo momento em que não senti mais a dor e começei a correr mais forte, fazendo um split negativo e calculando, estava pra fechar em 1h05min, depois estava pra fechar em 1h03min, depois estava pra fechar em 1h01min, ai a meta era fechar abaixo da 1h, deu um tiro no final e consegui fechar a prova em 59'45", o engraçado foi correr forte no final, correndo torto, pisando sem dobrar o joelho. Terminei a prova fiz alongamentos, gelo, deu caimbrãs, e fiquei no litoral para um churrasco na casa do Diegão.

Voltei e fiquei cheio de dores no joelho a semana inteira, tomando remédio. Passaram duas semanas, fiquei fazendo fortalecimento e amenizou um pouco. E tinha a prova da Fila Night Run, minha primeira prova Noturna, estava cheio de vontade para fazer. Seria como a Tribuna, impossivel de cancelar a participação, no mesmo dia, teve um treino da PlayTeam com a AVIA, e senti ao trotar, parei e não trotei nem 2km, fotografei de tarde nesse dia e fui pra prova de noite. Larguei sentindo dores, corri do mesmo jeito que corri a tribuna e fechei a prova em 55'14", o tempo não é dos melhores, visto que ano passado estava em um ritmo muito abaixo desses que andei fazendo.


Fiquei a semana toda fazendo fortalecimento, por praticamente 2 semanas e tinha outra prova que não queria perder, mas até então, o joelho não doi mais NADA, mas resolvi vender minha inscrição para alguém, vendi para o Flavião, ele iria pegar na hora e eu iria fotografar, cheguei lá, cade o Flavião? Falei com o Augusto, ele falou que não era bom eu correr não, mas ele falou que se eu fosse de leve, e não corresse na descida poderia arriscar, fui indo de leve, como eram 6,6km, fiz isso, andei por muito tempo já que na prova, uns 2,5km são só de descidas e o restante de subidas. Fiz a prova em 46'09", fiz gelo por um tempo e fui embora.

Na semana vi que doi muito e resolvi parar para tratar e fiz ressonancia magnética, deu uma inflamação muito forte, quase rompendo o LCA. O tratamento proposto por uma médica especialista em joelho, e em esporte, foi fazer 3 semanas de alongamento dos isquiotibiais, e fazer uma fase de fortalecimento quando voltasse. Fiz as 3 semanas de alongamentos, e fiz uma semana de fortalecimento e fui correr. Foi meu erro. Estava voltando a treinar e senti muito o joelho, de leve, ai foi passando, parei de sentir e começei a sentir a patela, o tendão patelar. Senti fortes dores, fui em outro médico, ele viu que eu estava com tendinite patelar. 20 sessões de fisioterapia e poderia voltar, mas antes de fazer a fisio, no dia seguinte ao que fui no médico, tinha a Maratona de Revezamento Pão de Açúcar, e queria muito ir, ele falou que eu poderia ir, que não agravaria em nada, só a dor que me impossiblitaria de correr, e iria encomodar, nada mais grave. Então tomei uns anti inflamatórios para mascarar a dor e fui, corri sem dor alguma, mas depois que passou o efeito do remédio a dor veio.

Começei a fazer as fisioterapias, em uma Clínica de Reabilitação no Esporte, onde os fisioterapeutas são os da Seleção Brasileira de Handbol, feminino e masculino. Eles falavam que eu poderia dar uma trotada, mas por medo e por sentir que não estava 100%, resolvi adiar por 2 semanas esse trote. Quanto voltei, não senti dores, só um encomodo leve, que eles disseram que seria normal sentir, fiz 14 sessões e parei de ir, pois só estava fazendo fortalecimento, e poderia fazer na academia, porém, parei com os fortalecimentos e só estava correndo.

Meu retorno foi na prova Abrale - Light the Night, 5km. Estava louco para buscar o 1º lugar do ranking da PlayTeam, o 1º estava com 2010 pontos, pelos meus calculos, eu poderia brigar com ele por esse 1º lugar, mas teria que fazer não menos que 10 provas, e com resultados muito bons. Pois tinha 4 provas e 420 pontos, mas como essas provas foi em provas que andei, que fiz com o joelho ruim, teria que descartar todas. Cheguei nessa prova da Abrale e aqueci bem, larguei forte e como não estava treinando muito bem, foi caindo o ritmo. Consegui fechar em 23'25", guardem este número, pois além de ter feito 23'25" meu número de peito era 2325, engraçado né? Mas como disse, guardem este número.
Terminei a prova cansado e no outro dia tinha que ir para Osasco correr mais 4km pra tentar fazer um tempo bom para entrar numa média de 210 pontos por prova, para alcançar o 1º lugar, caso o 1º não pontuasse mais. Consegui fazer a prova em 16'27", porém, o percurso tinha menos de 4km, não conto como recorde, ou que tenha baixado o meu tempo do ano passado, tanto que parei para amarrar meu tênis, pois o chip estava caindo.
Fazendo esta loucura de correr forte sábado e domingo, com o joelho que estava voltando de lesão, fiz o mesmo na semana seguinte.
Fiz os 5km da Fila Night Run, e vocês guardaram o número que falei? Pois bem, foi esse número o resultado da prova, os mesmos 23'25", porem o número era outro. Fui durmir muito cansado, fui de carona com meu primo embora, acabei dormindo no carro, e ele me deixou em casa, fiz uma massagem com gelo nas pernas, e fui dormir depois de comer.

Acordei cansado demais. Tinha 5km para fazer, da prova Viva Feliz 10km Brasil. Larguei, cansado, o ritmo não foi dos melhores, porém, como não tinha exatos 5km, fechei em 19'55". Tentei descansar no dia seguinte, mas só na quarta descansei melhor.

No sábado tinha uma prova de 5km, da Vila Maria, organizada pela Corpore, mas do Circuito de Corridas de Rua de São Paulo. Como cheguei cansado e teria que acordar cedo no outro dia, o descanso foi menor. Acordei e estava muito calor, o post só dessa prova está no blog.
Fiz a prova em 24'00", cansado demais. No outro dia teve a prova Ayrton Senna Racing Day, é uma maratona de Revezamento, esta prova também tem um post único. Passou uma semana e tinha a Samsung, porém, eu estava começando a sentir o joelho denovo.
Fiz a Samsung e fiz em 51'43", ficando um pouco longe da minha meta, pois adiaram para 31/01/2009 uma prova que era a chave, 5km em Mongaguá, onde tentaria fazer 21'30".
Começei a ver que estava fazendo uma grande besteira. Além de forçar demais o joelho, estava fazendo as provas sem curtir, sem treinar. Eu estava dentro da meta ainda, mas começou a diminuir essa folga que eu tinha, teria que continuar fazendo uma média de somente 190 pontos, nas próximas 4 provas, mas como foi adiada, teria fazer 253 pontos em cada. Poderia conseguir, mas seria loucura, e quase impossivel, alem de ser prejudicial ao joelho e a possiveis novas lesões. Resolvi vender minhas inscrições, vendi a Reebok Christmas, Track & Field, Adidas e Shalom. Optei por vender, pois depois da Samsung, fiquei até quinta feira com o joelho doendo muito, andando de uma forma dura, não conseguiria correr sem dor nas proximas provas. Portanto, assumi o 2º lugar, com 6 provas competitivas e outras 4 provas que fiz que eram pra ser descartadas. A São Silvestre não vendi, tinha feito um acordo com o Sergin, iria vender pra ele, mas como resolvi tentar o ranking, ficou nessa de vendo não vendo, e disse que se não fosse correr, daria pra ele a inscrição. E acho que não vou correr mesmo, só estarei lá no meio com meus amigos, no ultimo dia do ano, em mais uma festa.
Pensei também no ano de 2009, pensei em fazer um tratamento adequado e fazer as provas, sem dores. O ano foi difícil, perdemos nosso amigo Bruno Biachin, o Foguinho, me lesionei, fiquei muito tempo parado, muito tempo sem treinar, corri muito pouco, mas conheci muita gente nova, fiz novas amizades, consegui o 2º lugar no ranking, mesmo com tudo isso de ruim. Não tenho que reclamar da vida, só tenho a agradecer a Deus por tudo. Tenho certeza de que as coisas não acontecem por acaso. Portanto, irei descansar, tratar meu joelho para 2009 ser um ano melhor que 2008!

Um comentário:

Jorge disse...

Parabéns meu amigo Marcelo pela bela restropectiva de 2008 que vc colocou aqui no seu blog e lhe desejo que em 2009 vc continue firme e forte e que Deus te abençoe e te iluminando lhe dando forças para correr vários Kms.
Bom domingo.

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com