quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

São Silvestre - 15km

Bom dia Pessoal. Participei da 84ª Corrida Internacional de São Silvestre, com percurso de 15km, já bastante conhecido. Como tinha dito, não participaria de nenhuma prova a mais durante o resto do ano de 2008. Porém, não poderia ficar de fora da maior festa do atletismo nacional. A São Silvestre, é aquela prova que todos perguntam se você já correu, e fazem a mesma pergunta sempre, qual posição você chegou. Quem não acompanha muito nosso calendário extenso, repleto de provas, todos os finais de semana, com muitas variedades, dão muita importância para a São Silvestre, pois é a mais famosa. Por tanto, teria de estar no meio. Alguns dias antes, fiz uma tentativa de treino, duas na verdade, com uma, menor que 4km, e com dores no joelho, e outra com 4,5km, com mais dores ainda. Fiquei de repouso, fui ao médico e ele disse que eu estava com sindrome do trato iliotibial, e que poderia correr, mas como tinha notado, somente distancias curtas, pois quando passava de 4 ou 5 quilometros as dores vinham fortes, como no caso da Samsung.
Pois bem, deveria ter feito alongamentos, e gelo, fiz alguns alongamentos, e não fiz gelo.
Retirei o kit da prova dois dias antes. Chegou o grande dia. Estava ansioso, pois não pretendia fazer tempo, só completar, mas o medo do joelho doer é que me deixava ansioso, iria doer ou não?
Fiz os alongamentos antes da prova, nem deu pra aquecer direito, fui com o Éber ao encontro do Beto, e nos apertamos na largada, ficando um pouco atrás. Dada a largada, não dava para imprimir um ritmo ideal, mas como também não queria fazer tempo, para mim foi bom, pois pude segurar um pouco o ritmo no começo, mas confesso que os primeiros foram os km's mais rápidos que fiz, mas na descida da consolação segurei muito o ritmo, desacelerava a cada passo, quando via que o ritmo subia devido a descida. Pulando para o trecho do elevado Costa e Silva, estava tranquilo, mas com sede, e o amigo Colucci, passou com dois copos de agua, pedi um para ele, e me refresquei, matei a sede, e pude continuar tranquilo. Passei a correr sem olhar pro relógio, e estava em um ritmo muito lento, mas lento mesmo, mas para mim, só do gostinho de correr sem dor, era como se tivesse voando baixo. Pude sentir o prazer de correr sem dor alguma. Na subida da Brigadeiro, subi tranquilo, sem esforço algum, e lá, encontrei o amigo Wilson, assistindo e o comprimentei. Ao chegar na Paulista, arrisquei um sprint final, mas com a falta de treino, e depois de 14,5km, com muitas subidas, o esforço foi quase que nada, pois acredito que não impus um ritmo forte no final. Terminei sem dores alguma, feliz da vida, e mesmo com o ritmo de tartaruga, diminui meu tempo na prova, tempo ridículo, mas nas circunstâncias, fiquei feliz da vida, com um sorriso gigante no rosto. Fechei a prova com o tempo de 01:37:04, pace de 6'28"/km.
Agora, começou o ano de 2009, esse ano promete.

Um comentário:

Carlos Lopes disse...

Ola Marcelo

Parabéns pela prova e que 2009 traga todo de bom.